EntrevistasSem categoria

Livro “Literatura e Imigração no Brasil” traz texto com participação de Wilton Barroso Filho

By outubro 8, 2020 No Comments

Escrito em parceria com o pesquisador Rogério Lima, o artigo “Charles Morazé e o caráter fantástico do Brasil” é uma republicação referente aos estudos apresentados em Conferência na França, por Lima e Barroso Filho, em 2014.

Para baixar o pdf gratuito do livro, basta clicar na imagem

Em 2014, os professores Rogério Lima e Wilton Barroso Filho viajaram à França para a Conferência Hommage à Charles Morazé : “Les trois âges du Brésil, essai de politique” (em português, Homenagem à Charles Morazé: As três idades do Brasil, ensaio político).

A mesa, organizada pelo pesquisador Dominique Flament da Fondation Maison des sciences de l’homme FMSH Paris), tinha como objetivo a apresentação das pesquisas de Lima e Barroso Filho em torno das relações do historiador e cientista político francês Charles Morazé (1913 -2003) com o Brasil, com foco no livro de Morazé Le trois âges du Brésil, essai de politique (1954).

Lima e Barroso Filho fizeram uma contextualização da obra e uma reflexão sobre a recepção do texto no Brasil, jamais editado em português.

Vale ressaltar que a leitura dos pesquisadores foi feita num exemplar disponibilizado na Biblioteca da Universidade de Brasília (UnB) que pertenceu ao político Carlos Lacerda (1914 – 1977), um dos maiores opositores a Getúlio Vargas.

Nesse sentido, o livro continha diversas nota e comentários que ajudaram a entender como a obra foi recebida pelo país. Segundo Lima, Morazé viveu no Brasil entre os anos de 1949 e 1951, período em que ocupou a cadeira de Política na Universidade de São Paulo.

O historiador francês tinha a intenção de compreender o Brasil da Era Vargas (1930 – 1945) e explicá-lo aos europeus, sobretudo aos franceses. A pesquisa de Morazé foi baseada em suas leituras da Constituição brasileira da época.

Dentre outras coisas, o ensaio traz explicações sobre como o Brasil configurou suas leis e práticas políticas, a partir de imagens e projetos europeus importados, entre exageros e distanciamentos.

Deste tema, saíram dois artigos: Charles Morazé e o caráter fantástico do Brasil e Aspectos da recepção brasileira de Les trois âges du Brésil. O primeiro deles está republicado no livro Literatura e (i)migração no Brasil / Literature e (im)migration in Brazil, lançado em 2020 pelas Edições Makunaina e organizado por Waïl Hassan e próprio Rogério Lima.

No vídeo abaixo, você pode ter acesso à fala em francês dos professores Rogério Lima e Wilton Barroso Filho, na íntegra:

Para assistir a conferência no site de origem, basta clicar aqui.

Sobre o livro Literatura e Imigração

Este livro é fruto de uma colaboração plurianual entre pesquisadores da Associação Americana de Literatura Comparada (ACLA) e a Associação Brasileira de Literatura Comparada (ABRALIC) que, em suas Conferências internacionais, realizadas entre os anos de 2018 e 2019, discutiram diversos temas ligados à migração e imigração no Brasil.

De acordo com os organizadores, o livro aborda diversos aspectos da questão migratória a partir da literatura brasileira, ao longo da formação do país, bem como relatos de viagens e reflexões diversas feitas por diferentes vozes.

O livro está disponível gratuito no site das Edições Makunaima, mas também você pode baixá-lo clicando na imagem que abre esta matéria.

Leave a Reply