Sem categoria

Pesquisadora do grupo ER defenderá publicamente sua tese em junho

By maio 27, 2021 No Comments

A Banca de Doutorado de Sara Lelis acontece de forma virtual, no dia 16 de junho, às 15h, pela Plataforma da Microsoft Teams. Veja como participar.

A pesquisadora do grupo Epistemologia do Romance Sara Lelis de Oliveira participa, no dia 16 de junho, da sua defesa pública de Tese de Doutorado, pelo Programa de Pós-graduação em Literatura da Universidade de Brasília (PósLit/UnB).

Em função da pandemia, a banca será em formato virtual, às 15h, pela plataforma da Microsoft Teams. Quem deseja acompanhar, basta mandar um e-mail para saralelis@gmail.com, solicitando o link para a inclusão na sala.  

Com o título “Tradução dos Cantares Mexicanos: arqueologia de cinco cantos Nahua”, Lelis de Oliveira traduz, de forma inédita, reflexiva e sistematizada, cinco cantos do náhuatl clássico datados do século XVI, para o português do Brasil.

A pesquisadora revela que o corpus possivelmente “são cantos de origem pré-hispânica entoados na língua dos Nahua em honra a governantes da Tríplice Aliança e a deuses e deusas cultuados pela elite Nahua, os quais foram compilados e reescritos no chamado náhuatl clássico, provavelmente sob a supervisão do missionário franciscano Bernardino de Sahagún, no âmbito do projeto colonial de destruição do sistema religioso Nahua para imposição da religião católica.

Neste sentido, o uso dos cantos tradicionais para a catequização norteia, para o texto traduzido, segundo a doutoranda, “tanto a recontextualização de possíveis elementos do ritual Nahua empobrecidos com a escrita alfabética, quanto a reintegração de possíveis divindades Nahua substituídas, remetendo o processo de tradução à investigação arqueológica de um locus linguístico em busca de uma possível forma originária dos cantos tradicionais”.

Segundo Lelis de Oliveira, a pesquisa propõe ainda uma “interlocução diferenciada entre a tradução e os estudos mesoamericanos, desde o referencial teórico da tradutologia, pois mostra os potenciais dessa operação linguística na investigação da construção da cultura da elite Nahua no período colonial, bem como na produção de conhecimentos sobre ela através da literatura em náhuatl clássico.

Os membros do grupo estão orgulhosos e parabenizam a pesquisadora pelo empenho no trabalho e a finalização deste período de doutoramento, mesmo em meio aos problemas e dificuldades acarretadas pelo Covid-19! 🌻

Leave a Reply